Skip to content
FundosImobiliarios.net

Descubra como o Capital Humano influência nas empresas

Capital Humano

Os funcionários são o elemento mais importante para o sucesso ou fracasso de uma empresa. Entretanto, você sabe como desenvolver e motivar colaboradores, promovendo também o crescimento econômico do negócio?

O conceito de capital humano ajuda a responder a essas e outras perguntas acerca do funcionamento das organizações. Então, leia esse artigo e entenda como encarar os desafios da gestão de pessoas em empresas na atualidade.

O que é Capital Humano?

O termo foi amplamente difundido nos setores de RH e em grande parte das instituições contemporâneas. No entanto, essa discussão tem início no século XVIII, a partir da visão de pesquisadores da área de economia.

Adam Smith foi o filósofo e economista que primeiro abordou o assunto. Segundo o autor, a capacidade de aprendizagem e o nível de educação dos trabalhadores influenciava diretamente a produtividade do negócio.

O conceito reapareceu na década de 1950, nas pesquisas de Theodore W. Schultz. Afinal, o economista elaborou a definição que até hoje orienta os trabalhos, pesquisas e esforços ligados à temática.

O capital humano é o conjunto de atributos e habilidades que um indivíduo manifesta ao realizar um trabalho. Por esse motivo, os fatores de educação, experiência e bem-estar são tão relevantes para as empresas nos dias atuais.

É papel fundamental da instituição desenvolver e desafiar seus funcionários, olhando com atenção suas necessidades. Certamente essa avaliação de recursos humanos não pode ficar fora do planejamento de uma organização.

Mas como é possível desenvolver habilidades e manter o colaborador interessado e envolvido com o trabalho? De que forma a produtividade e os valores construtivos podem guiar o desenvolvimento da sua empresa?

Capital Humano

Qual é a diferença entre capital humano e capital intelectual?

Os conceitos de capital humano e capital intelectual podem gerar confusão e atrapalhar a expansão da organização. Com o objetivo de esclarecer essa diferença, vamos definir logo de início o que constitui a segunda definição.

O capital intelectual vai além dos fatores que envolvem diretamente os diferentes perfis de uma equipe de trabalho. Em suma, podemos acrescentar à lista as patentes, bancos de dados internos e redes de relacionamento.

Ou seja, a reunião de elementos humanos e dados é o que compõe o capital intelectual. A princípio, o capital humano se diferencia pelo foco na identificação e aprimoramento de pessoas para o sucesso do negócio.

Mas, vale a pena investir nisso? Resumindo: o que a empresa pode ganhar investindo nos vários aspectos, dificuldades e necessidades dos seus funcionários?

Como o capital humano influencia as empresas?

Estar atento as demandas e dificuldades dos colaboradores é uma necessidade empresarial. Dessa maneira, valorizar o funcionário como parte importante da companhia pode ser a chave para o sucesso do seu negócio.

Quer saber quais são os maiores benefícios que sua empresa pode adquirir investindo em capital humano? Conforme as orientações de especialistas e empreendedores de sucesso, existem pontos específicos a serem destacados:

A produtividade da sua empresa vai aumentar

Ainda não está convencido de que o investimento no bem estar dos seus funcionários vai gerar resultados? Está na hora de repensar essa noção e se integrar as práticas modernas de gestão empresarial de pessoas.

Empresas que apostam no capital humano têm aumentado o interesse e rendimento dos profissionais. Consequentemente, a produtividade também aumenta, o que sem dúvidas beneficia trabalhadores e empregadores.

Você vai diminuir os erros e falhas técnicas dentro do seu negócio

As expectativas são altas em relação a qualidade e assertividade na hora da entrega de uma tarefa em uma organização. Quanto mais processos e burocracias, maior a probabilidade de erro e frustração de todos os envolvidos.

Quanto mais você se preocupa com o colaborador, melhores são os resultados entregues por ele. Enquanto realizam tarefas diárias, sejam elas mecânicas ou estratégicas, a equipe está focada e satisfeita com seu desempenho.

Os funcionários estarão motivados e empenhados na melhora da organização

Um dos fatores mais importantes para qualquer trabalhador é a valorização do seu desempenho. Embora o salário, bonificações e oportunidades também façam a diferença, todo funcionário quer se sentir motivado e reconhecido.

Portanto, aposte no desenvolvimento do capital humano da organização. A partir daí, o ambiente de trabalho se torna mais próspero e autônomo. Além disso, o quadro de funcionários estará empenhado no crescimento da empresa.

Retenha os melhores talentos da sua empresa

Antigamente, as pessoas permaneciam durante décadas na mesma empresa, construindo uma carreira sólida e invariável. No entanto, essa realidade está mudando, o que consequentemente afeta a dinâmica das empresas.

Atualmente a geração dos millenials costuma trocar de emprego com muito mais frequência. Isso ocorre quando os indivíduos não sentem afinidade ou interesse pelo ideal e valores compartilhados pela instituição

Investindo em capital humano, você fideliza seus funcionários. Por consequência, o turnover (rotatividade de contratação) diminui e você retêm aqueles colaboradores fundamentais para o funcionamento do seu negócio.

Como desenvolver o capital humano em uma empresa?

Como dito no início desse artigo, os seres humanos são o ativo mais importante de uma empresa. Afinal, são as pessoas que compõem o ambiente de trabalho, realizando até mesmo tarefas muito relacionadas à tecnologia.

No entanto, gratificações financeiras e um ambiente de trabalho descontraído não são suficientes para o avanço produtivo da sua instituição. Conheça algumas medidas simples para alavancar o capital humano da sua empresa:

A importante função do RH

O setor de RH tem o indispensável papel de monitorar, avaliar e desafiar os colaboradores de uma organização. Além disso, o departamento precisa realizar o processamento desses dados com precisão e qualidade.

É importante que o setor de recursos humanos e/ou gestão de pessoas estejam atentos dentro das empresas. Aliás, é preciso ter a habilidade analítica de identificar condições favoráveis e oportunidades para os funcionários.

Otimizando processos burocráticos

As empresas de grande porte enfrentam em seu dia a dia camadas frequentes de burocracia, repasse e interpretação de dados. Em outras palavras, isso desacelera a produtividade e dificulta a comunicação empresarial interna.

A tecnologia pode ser outra aliada na construção e análise do capital humano. Por exemplo, softwares de gestão tem auxiliado vários profissionais e empresas a facilitar o processo de contratação de novos funcionários.

Clima e cultura organizacional

Observe o clima organizacional da sua empresa. Os funcionários estão motivados, satisfeitos e participativos? Certamente muitas organizações não compartilham dessa realidade o momento atual.

Os valores fundamentais do seu negócio constituem a cultura organizacional. Acima de tudo, tenha certeza de que essas concepções e princípios estão sendo transferidos e vividos por seus funcionários diariamente.

Quando seus colaboradores compartilham dos ideais da sua empresa, a dinâmica de trabalho se torna mais flexível. Não só isso, os resultados de trabalho se tornam mais vantajosos para empregados e empregadores.

O papel da liderança

Quando refletimos sobre a função decisiva de uma companhia, a imagem do líder é a primeira que pensamos. Por esse motivo, alguém indiferente ou rígido aos sentimentos e atitudes dos funcionários pode trazer danos ao negócio.

A liderança deve estar envolvida com as necessidades e ser um exemplo positivo dentro da equipe de trabalho. Dessa forma, as tarefas podem ser distribuídas de forma clara e a rotina se torna mais eficiente.

Treinamentos e capacitações

As pessoas de uma forma geral possuem interesse latente em aprender novos conteúdos. Com a finalidade de corrigir falhas ou aprimorar as habilidades dos seus colaboradores, invista em cursos e treinamentos.

Esse tipo de atitude mostra que a empresa está comprometida com o avanço individual e coletivo de seus funcionários. Portanto, insira cursos de reciclagem, capacitação e novas ferramentas para o seu grupo de trabalho.

Planos de carreira e benefícios

O salário e as bonificações podem não ser o único fator decisivo para o interesse dos funcionários da organização. No entanto, essas alternativas também podem ser usadas para o desenvolvimento do capital humano.

A liderança deve estar envolvida com as necessidades de todos e ser um exemplo positivo dentro da equipe. Dessa forma, as tarefas podem ser distribuídas de forma clara e o trabalho se torna mais produtivo.