Skip to content
FundosImobiliarios.net

Ação Nominativa: o que significa e como funciona

Ação Nominativa

Você até pensa em começar a investir no chamado investimento variável, que é perigoso, porém pode trazer mais lucros. Mas com tantas opções disponíveis, como saber qual tipo de ações comprar?

Aprenda neste artigo o que são as Ações Nominativas, assim como elas funcionam. Veja também quais são as principais diferenças, sabendo identificar em qual delas é possível receber os lucros primeiro do que outros investidores.

O que é Ação Nominativa?

Uma ação é a pequena parte de uma empresa comprada por alguém que decidiu investir nela, se tornando um sócio. Assim, até 1990 era possível ser um acionista sem se identificar, eram os chamados acionistas anônimos.

Como não havia a obrigatoriedade de identificação a posse da ação era o que valia. Dessa forma quem estivesse com o documento era tido como o dono, ainda que não fosse quem efetuou a compra.

Mas em 1990 tudo mudou, a partir de uma lei criada (8.021), isso passou a ser proibido. Então quem compra uma ação precisa ter seu nome registrado no livro de títulos da empresa. Logo, essa é a chamada Ação Nominativa.

Um título que tem o nome de quem o possui independente se este estará registrado diretamente na empresa ou não. Assim o detentor de uma Nominativa terá direitos conforme o tipo de ativo que adquirir, pois cada uma terá particularidades.

Como funciona a Ação Nominativa

Quando uma empresa resolve colocar partes dela para serem compradas em uma bolsa de valores ela precisa ter um livro. Sendo que este se chama livro de registros de ações nominativas da empresa.

Toda vez que algum investidor decide comprar uma ação desta empresa obrigatoriamente seu nome ficará registrado nesse livro. Assim não é possível que ninguém possua ações sem ter seu nome devidamente arquivado.

Como o próprio nome da ação sugere é preciso ser nominal. Ou seja, fator imprescindível para realizar uma compra de ações é o fornecimento do nome do comprador.

Diante do exposto é dessa forma que as empresas passaram a ter um inventário que contém todos seus acionistas. Portanto há um arquivo com informações sobre cada dono das ações, assim como a quantidade que cada um possui.

Tipos de ação Nominativa

Embora atualmente todas as ações devam ser nominais elas se subdividem em alguns grupos com características peculiares. Então temos ações nominativas divididas em quatro vertentes que veremos descritas a seguir.

  • Ações Nominativas Ordinárias;
  • Ações Nominativas Preferenciais;
  • Ações Nominativas Escriturais;
  • Ações Nominativas Não Escriturais.
  • Ações Nominativas Ordinárias

Estas são as mais comuns quando ouvimos falar que alguém comprou ou que foram vendidas ações de uma empresa. Dessa maneira, quem compra essa ação passa a ter direito a voto nas decisões tomadas pelos donos daquele negócio.

Contudo tem mais voz aqueles que possuem maior quantidade de ações, logo a minoria não terá poder de vetar resoluções. Ou seja, pode participar e até opinar, mas não decidirá.

Ações Nominativas Preferenciais

Essas são assim denominadas devido a preferência de recebimento que os portadores dela tem em relação as demais. Porque existe um valor mínimo a ser recebido dos lucros e quem tem ações preferenciais recebe primeiro.

Um ponto negativo é que quem possui esse tipo de ativo não pode votar durante as assembleias da empresa. Inclusive a qualquer momento a ação pode ser comprada novamente pela mesma independente se o dono quer vender.

Ações Nominativas Escriturais

Essas não são registradas pela empresa, mas sim por uma organização autorizada para fazer isto, as escrituradoras. Assim elas fazem um registro individual do comprador em uma conta bancária.

Ações Nominativas Não Escriturais

Esse tipo de ação é arquivado através de uma escrituradora, porém o registro é por meio de documentos físicos. Pois não ficam restritas somente a movimentações bancárias como no caso da escritural.

Qual a diferença entre Ações Nominativas e Escriturais?

Quem possui ações nominativas terá seu nome e dados pessoais registrados em livro próprio da empresa. Sendo que esse é o único meio de se obter essas ações.

Como já foi mencionado, essas ações podem ser de dois tipos (preferenciais e ordinárias) ambas registradas no livro.

Já a Ação escritural não é registrada na empresa e sim por uma instituição contratada por ela. Essa organização que é denominada escrituradora irá mediar a venda.

Quando uma ação escriturária é comprada é feita uma negociação bancária, sendo que os dados ficarão restritos à conta. Logo, não há registro em nenhum livro ou arquivo diretamente na empresa.

Importante destacar que embora sejam dois tipos com muitas diferenças as duas são consideradas ações nominativas.

Então observe com atenção as particularidades de cada uma para escolher aquele que atende suas expectativas.

Como saber qual delas se encaixa no seu perfil?

Quando alguém entra no mundo dos investimentos descobre muitas coisas novas a respeito do dinheiro que antes não sabia. Assim, geralmente começa investindo em renda fixa, mas logo vê a necessidade de avançar para renda variável.

Embora os investimentos de renda fixa sejam seguros e garantidos a margem se lucros tende a ser pequena. Por isto as pessoas migram para o investimento variável onde as possibilidades de multiplicação do dinheiro são grandes.

E quando falamos em investimento de renda variável as ações são as primeiras a serem indicadas pelos especialistas. Então vejamos quais se encaixam em seu perfil.

É preciso pensar o que você vai priorizar nesse seu investimento. Caso você queira e possa comprar muitas ações é provável que queira participar ativamente das decisões tomadas pela empresa. Então opte pelas ações nominativas ordinárias.

Nas ações ordinárias o possuidor tem poder de voto, ou seja, irá dar sua opinião durante as reuniões. Ainda mais se comprar um número considerável de ativos, então poderá até decidir sobre o futuro daquela empresa.

Entretanto se você é alguém quer ser um dos primeiros a receber a divisão de lucros deve comprar as ações nominativas preferenciais. Porque sempre há a preferência de pagamento para esses acionistas. Contudo, não poderá votar.

Caso não queira ter seu nome exposto em um livro da empresa pode optar pelas ações escriturais. Mas, saiba que ainda assim precisará passar seus documentos pessoais para a escrituradora através de conta bancária ou documentos físicos.